Atenção agências: Os clientes não sabem para que vocês servem

21.11.2015 - Social Media

Normalmente eu pesquiso antes de escrever um texto denso, que precisa de referências e que seja muito embasado para os meus leitores. Hoje eu resolvi falar sobre uma coisa que acontece muito no meu dia a dia e tenho certeza que também é uma recorrente no mundo das agências: O entendimento dos clientes para o nosso serviço.

Quando um cliente procura uma agência ele tem uma expectativa alta, escolhendo qual agência/grupo de pessoas será responsável por deixar sua marca humanizada e mais próxima dos clientes. É aí que começam os erros (que eu separo abaixo, com dois pontos de vistas complementares).

Do cliente: Que acredita em tudo o que ouve da agência e que entrega boa parte da responsabilidade para a empresa escolhida, sem checar antigos trabalhos e que também acaba investindo todas as fichas neste novo fornecedor. Muitas vezes o próprio cliente recorre para a agência como última opção, já que não conseguirá vender um produto ruim ou que não tem um público.

Da agência: Que recebe o cliente novo de braços abertos e não investe em planejamento, pesquisa de concorrência ou qualquer outra ação. E isso gera um problemão, pois acaba transformando toda a equipe em meros "fazedores" de layout, gerando resultado zero para os clientes.

O resultado dessa somatória de fatos errados fazem com que o cliente se frustre e não perceba o real valor de uma agência, que pode ter o papel principal quando se trata em estratégia de sucesso para marcas. Muitos amigos meus, que trabalham em agências de diferentes portes reclamam da mesma coisa: Os clientes só nos enxergam como "os caras que postam no meu Face".

Aí eu finalizo com a questão: você realmente se esforça e busca resultados para cada marca que você atende ou se conformou em ser um cara que posta no Facebook?